Cuba anuncia construção de 7 parques eólicos com capital estrangeiro

A fim de produzir 24% de energia a partir de recursos renováveis, até 2030, Cuba anunciou no sábado, 11 de julho, a construção de sete parques eólicos com investimento estrangeiro direto, dentro de um programa de desenvolvimento de médio prazo.

O titular do Ministério de Energia e Minas, Alfredo López, anunciou que a ilha propôs investimentos no valor de mais de US$ 600 milhões ao capital estrangeiro com o objetivo de atingir a meta em relação a produção de energia limpa.

Além disso, Cuba prevê a construção de seis parques por meio de outras vias de financiamento, como parte de seus planos para aumentar a obtenção de energia renovável, que hoje só abrange pouco mais de 4% do país, segundo a estatal Agência de Informação Nacional.

Estes 13 parques se unirão aos quatro já existentes, que operam com uma potência total de 12 megawatts em várias regiões da ilha.

A atual infraestrutura do setor das energias renováveis em Cuba inclui 10.595 aquecedores solares, 9.343 aerogeradores eólicos, 827 usinas de biogás, e 169 instalações hidrelétricas, junto a outras capacidades em painéis e parques solares

Perante os presentes à primeira jornada de trabalho por comissões da Assembleia Nacional, o ministro informou que o aumento do uso de fontes como a eólica, a solar e a hidráulica permitirá diminuir a dependência do combustível fóssil e assim economizar US$ 780 milhões ao ano.

Energia solar
Segundo informações da agência de notícias EFE, diretores do Ministério de Energia e Minas assinalaram que, além disso, são avaliados outros projetos de investimento estrangeiro relacionados com o aproveitamento da energia solar fotovoltaica.

Embora não se tenha especificado a nacionalidade do capital que intervirá na edificação dos parques eólicos, o vice-chanceler da Itália, Mario Giro, informou esta semana que Cuba avalia vários projetos com entidades italianas, entre eles a instalação de três destes parques.

Investimento espanhol
O funcionário, que participou de um fórum de negócios em Havana, afirmou que espera que os projetos possam ser concretizados no próximo mês de outubro.

A Espanha, por sua parte, expressou interesse de Investir no setor das energias renováveis em Cuba, para o que chegaram à ilha caribenha várias delegações, como a liderada recentemente pelo titular espanhol de Indústria, Energia e Turismo, José Manuel Soria.

A atual infraestrutura do setor das energias renováveis em Cuba inclui 10.595 aquecedores solares, 9.343 aerogeradores eólicos, 827 usinas de biogás, e 169 instalações hidrelétricas, junto a outras capacidades em painéis e parques solares.

Fonte: o Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2015/julho/cuba-anuncia-construcao-de-7-parques-eolicos-com#ixzz3fmpnGwS4

 

Esta entrada foi publicada em Meio Ambiente e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>