Invenção permite transformar quase toda água em potável

Em visto as catástrofes naturais que assolaram a população da Ásia, na época do Tsunami, e a situação precária vivida nos EUA depois do furacão Katrina, que devastou diversas cidades, um homem que e considerado expert em tratamento de água resolveu criar um produtos para essas populações em situação precária. O insight veio quando o mesmo se deparou com as notícias nos jornais das pessoas desesperadas tomando água contaminada para sobreviver ou ainda precisando andar grandes distâncias para conseguir um pouco de água descente para consumo.

Assim, após meses em sua garagem de casa, chegou ao resultado final: um produto que pudesse ajudar grande número de pessoas que não encontra água potável facilmente. O nome dado ao equipamento é LifeSaver, uma garrafa capaz de filtrar todo tipo de água, mesmo a mais imunda ou contaminada possível. E a melhor parte de tudo é que não se trata de um projeto piloto, e sim uma realidade; o produto já é comercializado para o mundo inteiro, inclusive com a opção de “garrafas-imãs”, onde em cada garrafa que você compra uma outra vai para uma comunidade necessitada.

Fonte: greennation.com.br

 

Publicado em Meio Ambiente | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Tatuagens temporárias transformam suor em fonte para abastecer baterias

Biosensor em forma de tatuagem não definitiva pode converter suor em eletricidade e vir a alimentar bateria de dispositivos móveis. É o que descobriram pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego. O desenho contém eletrodos entre dois e três milímetros de tamanho, capazes de gerar 4 microwatts, metade da carga de um relógio de pulso.

A energia gerada pela tatuagem temporária depende do suor do usuário. Uma das pessoas que passou pelos testes conseguiu produzir 70 microwatts por centímetro quadrado de pele. Ela foi a que mais suou em testes. A eletricidade é conduzida pelo ácido lático gerado em atividades físicas, presente na transpiração liberada pelos poros.

Inicialmente, a tatuagem foi criada para um diagnóstico médico, para pessoas com altos níveis de ácido lático e que necessitam de tratamento. Uma enzima puxa os elétrons do ácido, tornando-os úteis para baterias de smartphones e gadgets vestíveis. O experimento foi apresentado na Sociedade Americana de Química (American Chemical Society) recentemente. A pesquisa foi guiada por Joseph Wang, doutor em Nanoengenharia da universidade norte-americana.

Fonte: techtudo.com.br

Publicado em Meio Ambiente | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

IDEIAS participa de Seminário no CRA/ES

No dia 14 de agosto, para comemorar o 49º aniversário do dia do Profissional da Administração, o Conselho Regional de Administração organizou uma palestra com foco no Empreendedorismo Sustentável e na Responsabilidade Socioambiental.

Nossa Diretora Presidente Tereza Romero participou de um diálogo sustentável, no auditório do CRA-ES, abordando o tema Economia Verde, Bens e Serviços e Empreendedorismo e após, participou de um debate. A Consultora do IDEIAS, Cecilia Hasner também participou dos debates.

O Instituto Ethos e a Marca Ambiental também participaram do evento. Agradecemos o convite e a todos que participaram deste diálogo sustentável!


 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Acontece no Ideias, Eventos | Com a tag , , | Deixar um comentário

População chinesa pode trocar garrafas pet por passagens de metrô

Já pensou trocar as garrafas PET que iriam direto para o lixo – reciclável, por favor – por uma viagem de metrô “na faixa”? Essa é a mais nova realidade dos moradores de Pequim, na China.Máquinas instaladas em duas estações da capital, Jinsong e Shaoyaoju, coletam o material reciclável e, em troca, dão créditos aos usuários do metrô, que podem usá-los para comprar passagens. Cada PET depositada no equipamento vale entre US$ 0,15 e US$ 0,50, de acordo com o tamanho e tipo da garrafa.

A ideia é estimular o uso do transporte público na capital chinesa – e, assim, diminuir os índices de congestionamento e poluição – e, ainda, incentivar a prática da reciclagem entre a população. Todo o material coletado nas estações do metrô é enviado para uma central de processamento, que utiliza o plástico para outros fins.As máquinas que trocam PETs por bilhetes de metrô ainda estão em fase de teste, mas, se a iniciativa der certo, a ideia é expandi-la para toda a rede metroviária de Pequim e, também, para a rede de ônibus.

Fonte: greennation.com.br

Publicado em Meio Ambiente | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário