Roterdã ganha parque flutuante feito de plástico recolhido do mar

A cidade de Rotterdã, na Holanda, ganhou um parque flutuante feito de materiais reciclados e coletados de rios locais. Projetado pelo arquiteto holandês Ramon Knoester, um aficionado confesso da sustentabilidade ambiental, o Recycled Park conta com um espaço de 140m² e fica no porto de Rijnhaven.

A ideia do arquiteto ganhou vida em parceria com a Recycled Island Foundation. Juntos, eles usaram o lixo coletado ao longo de um ano e meio para desenvolver o “Parque de Reciclados”. O plano agora é replicar o projeto em outros parques de pequeno porte. Em Roterdã, foram criados módulos hexagonais com área verde que se encaixam e abrigam jardins.

Atrás do parque há uma construção no formato de três grandes bolas, também feita com plástico recolhido do mar. A organização, em parceria com a prefeitura, quer estimular uma mentalidade ecológica na sociedade local. Além da aparência, as plantações podem oferecer comida a pássaros e peixes, por exemplo.

Fonte: Curbed

 

Publicado em Meio Ambiente | Deixar um comentário

Clean Clic: consumo consciente e economia na conta de energia

Energia limpa e econômica ao seu alcance. É o que oferece a CleanClic, uma plataforma colaborativa que interliga pessoas interessadas em economizar e oferece ao meio ambiente o cuidado que ele deve receber.

Uma grande parcela da sociedade não possui recursos para investir em seu próprio sistema de geração de energia solar, e quando tem, não dispõe de um telhado adequado, ou mora em apartamento. Por isso a solução da Cleanclic impacta positivamente as pessoas e o planeta, oportunizando a todos adotarem o uso de energia limpa e compartilhada, reduzindo gastos e entregando benefícios.

A plataforma permite a adesão de Unidades Consumidoras (Pessoas Físicas ou Jurídicas) a Associações, cooperativas ou condomínios de geração de energia. As unidades consumidoras interessadas em reduzir seus custos com a aquisição de energia elétrica, investem parte do que hoje pagam às concessionárias na aquisição de um ativo gerador de energia elétrica oriunda de uma fonte limpa e renovável, a um custo menor do que pagam hoje para ter acesso no mercado cativo.

Com o intuito de tornar-se a maior plataforma colaborativa de geração de energias renováveis descentralizada do mundo, a CleanClic tem como principais objetivos ofertar a todos acesso a energia elétrica acessível, limpa e renovável; criar condomínios colaborativos de geração de energias e buscar integração da produção energética com soluções eficientes.

Fanpage: https://www.facebook.com/cleanclic/

Instagram: https://www.instagram.com/cleanclic/?hl=pt-br

Website: http://www.cleanclic.com.br/

 

Publicado em Acontece no Ideias | Deixar um comentário

Caminhão do Boa Energia nas Escolas inaugura realidade virtual

EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, iniciou mais um ciclo do programa Boa Energia nas Escolas. A carreta itinerante foi totalmente reformada e conta agora com uma novidade: a realidade virtual.

A meta é capacitar 800 educadores e beneficiar mais de 64 mil alunos no ciclo 2018/2019. O programa tem como objetivo principal disseminar informações sobre a utilização segura e eficiente da energia elétrica nas instituições de ensino da rede pública municipal e estadual. Ao todo 160 escolas em 20 municípios do Estado serão contempladas.

Focado no incentivo à sustentabilidade e preservação do meio ambiente junto à comunidade escolar, o Boa Energia nas Escolas trabalha a partir da capacitação de educadores, com cartilhas e materiais para o trabalho em sala de aula e por meio de um caminhão itinerante, em que os alunos têm contato prático e presencial com os temas estudados na sala de aula.

Boa Energia nas Escolas acontece em parceria com a Agência de Serviços Públicos de Energia do Espírito Santo (ASPE), Secretaria Estadual de Educação (SEDU) e prefeituras municipais.

Publicado em Projetos | Deixar um comentário

Conectividade possibilita compartilhamento de bicicletas sem estações fixas em SP

Os serviços de compartilhamento de bicicletas têm ganhado cada vez mais adeptos em diversas cidades brasileiras. Em São Paulo, o modelo da Yellow vai disponibilizar 20 mil bikes com tecnologia inovadora, sem a necessidade de retirar ou de devolver em estações. Elas terão monitoramento via GPS, através de chips da Vodafone Brasil – parceira no país da Datora Mobile – que permitem a conectividade e localização das bicicletas por aplicativo. A operação do serviço teve início no último dia 2 de agosto.

O modelo “dockless” (sem estação) já é utilizado em diversas cidades europeias e asiáticas. Além do uso para lazer e a fuga do trânsito intenso, a intenção do sistema da Yellow é também ser o modal complementar que facilita o primeiro e o último trecho no trajeto do dia a dia. O objetivo da Yellow é ser uma opção de deslocamento que interligue o usuário entre sua residência, o transporte público e o trabalho ou local de estudo.

Como funciona

O modo de utilização é muito simples: as bicicletas são encontradas por meio da conectividade da Vodafone Brasil em um mapa no aplicativo da Yellow. Ela é destravada a partir da leitura de um QR code e liberada para que o usuário comece a pedalar. Ao chegar no destino desejado, basta travar o cadeado manualmente para a viagem ser finalizada e a bike estar liberada ao próximo usuário. No início, carros farão a redistribuição das bicicletas, no entanto, a empresa acredita que o sistema deve se balancear com o passar do tempo.

“As soluções tecnológicas beneficiam mercados como a complexa gestão de frotas e até mesmo o acompanhamento médico à distância, agora também incentiva melhorias na mobilidade urbana em projetos como estes”, destaca Daniel Fuchs, diretor de inovação da Datora.

Fonte: Ciclo Vivo

Publicado em Meio Ambiente | Deixar um comentário