Ciclovia suspensa é inaugurada em Copenhague

A Capital das Bicicletas, Copenhague (Dinamarca), ganhou sua primeira ciclovia suspensa, inaugurada no final de junho. A Cykelslangen, ou Caminho da Cobra, conecta a avenida Fisketorvet à Harbour Bridge.

O atalho, que fica sobre o porto de Copenhague, permite que os ciclistas trafeguem com segurança e evita que tenham de carregar suas bicicletas para cima e para baixo nas escadas próximas ao Fisketorvet Shopping Center.

Copenhague é conhecida como a Capital das Bicicletas por ter aproximadamente 5,2 bikes para cada carro, e, apesar de ter quase 460 quilômetros de ciclovias na cidade, a região em que a Cykelslangen foi erguida apresentava dificuldade aos ciclistas. Era necessário subir escadas de passarelas com a bike nas costas ou pegar desvios muito grandes.

Com quatro metros de largura, 190 metros de comprimento, uma rampa de 30 metros, o Caminho da Cobra é bidirecional e exclusivo para ciclistas e pedestres. A ponte faz parte do projeto que quer tornar a capital dinamarquesa a melhor cidade para se pedalar em 2015.

Fonte: prologo.ativo.com

 

Publicado em Meio Ambiente | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Marca brasileira reaproveita discos de vinil para fabricar óculos de sol

A marca de óculos Notiluca já apostava em uma diferente matéria-prima para seus produtos: a madeira. Agora lança no mercado uma linha desenvolvida com disco de vinil. Trata-se de uma edição limitada e sustentável, que reutiliza um material que seria descartado.

Com fábrica localizada na cidade de São Bernardo do Campo, em São Paulo, a empresa realiza todo o trabalho manualmente, desde a montagem, colocação das peças até o acabamento e embalagens. No processo, são utilizadas madeiras certificadas, ou seja, são produtos que não degradam o meio ambiente e provenientes do bom manejo florestal. São usadas o Marfim, Muiracatiara e Imbuia, todas nacionais.

Na nova linha, além da estrutura em madeira, são reaproveitados antigos discos de vinil. A peça ainda é vendida junto a um kit com CDs de bandas independentes: Vivendo do Ócio e Vespas Mandarinas. “O lançamento deste produto em parceria com as duas bandas celebra uma nova cena rock’n roll que está ressurgindo no Brasil, alternativa e independente. Tudo isso reforça o conceito da marca”, afirma Felipe Sbravate, diretor de marketing da Notiluca.

O kit é vendido por R$540,00 e contém: óculos modelo Villas-Bôas em vinil, compacto de 7” com as faixas das duas bandas, palheta de vinil e um chaveiro do mini-óculo.

Fonte: ciclovivo.com.br

 

Publicado em Meio Ambiente | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Produção de energia eólica aumenta 44,4% em um ano

A produção de energia eólica aumentou 44,4% no último ano, segundo a edição do Boletim de Operações de Usinas da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). A comparação é entre os meses de maio de 2013 e 2014.

No mesmo período, a geração de energia termelétrica aumentou 20,7%. Apesar de apresentar uma redução de 5,1%, a energia produzida por hidrelétricas mantém-se predominante, sendo responsável por 66,5% da produção brasileira.

De acordo com a CCEE, em maio, fontes eólicas produziram 747 megawatts (MW) médios e térmicas, 17.307 MW médios. O boletim informa que o salto na entrega das térmicas foi impulsionado pelas usinas nucleares: foram produzidos 1.763 MW médios – número 154,1% acima do registrado em maio de 2013. As usinas térmicas a carvão geraram 1.823 MW médios (aumento de 37,3%) e as de biomassa 3.038 MW médios, produção 21,6% superior à registrada em maio de 2013.

A capacidade instalada somou 127.026 MW provenientes de 1.118 usinas que estão operando comercialmente no período. Ainda segundo o boletim divulgado hoje (15), a geração total de energia pelas usinas do Sistema Integrado Nacional foi 60.978 MW médios. Apesar de a geração ter sido 2,8% inferior à registrada em abril, é 1,8% maior do que o resultado obtido em maio de 2013.

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

 

Publicado em Meio Ambiente | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Bahia lidera em número de cidades que aderiram a projeto de energia solar

Além de ter levado uma goleada recente da Alemanha por 7 a 1, na semifinal da Copa do Mundo, o Brasil também tem perdido feio para os germânicos quando o assunto é energia solar. Uma das iniciativas que ajudaram os europeus a se tornarem referência no tema foi o projeto “1000 telhados”, na qual a população foi estimulada a instalar os painéis fotovoltaicos nas residências.

Para tentar igualar esse jogo, o Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal), situado em Florianópolis, assumiu em 2013 o Projeto 50 Telhados, cuja intenção é incentivar a participação de pelo menos 20 cidades até 2015.
A boa notícia para o Brasil é que o projeto alcançou recentemente a adesão de dez novas cidades, alcançando 29 municípios – sete a mais do que a meta estabelecida para 2014. São eles: Chapada dos Guimarães (MT); Salvador (BA); Lauro de Freitas (BA); Camaçari (BA); Feira de Santana (BA); Mata de São João (BA); Lençóis (BA), Cairu (BA), Novo Hamburgo (RS) e Porto Alegre (RS).

Pelo projeto, cada cidade precisa ter pelo menos 50 telhados fotovoltaicos em 24 meses (ou 100 kWp de potência total), instalados por empresas participantes. A execução das instalações nesses municípios ficará a cargo das empresas SonnenBauhaus, na Chapada dos Guimarães, Axitec, nos municípios baianos, e Energia Própria, nas cidades gaúchas. “Em seis meses, o Instituto Ideal superou a meta de cidades que tinha para o ano”, comemora Paula Scheidt, gerente de projetos do Instituto Ideal. Com as novas integrantes, o estado da Bahia conquista o maior número de participantes do 50 telhados, com sete cidades, sendo seguido pelo Rio Grande do Sul, com cinco municípios.

Fonte: cidadenova.org.br

Publicado em Meio Ambiente | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário